Um bebê de 7 meses morreu porque seus pais decidiram dar somente alimentos em glúten e sem lactose

23 de maio de 2017

"A autópsia concluiu que o bebê tinha o estômago vazio, mas mesmo com problemas respiratórios nos últimos dias de vida, os pais não procuraram atendimento médico."


Sem a orientação de um médico ou nutricionista, os pais decidiram cortar uma série de alimentos da dieta do filho


Um bebê de 7 meses morreu pesando somente 4 quilos após seus pais terem decidido lhe alimentar apenas com comidas sem glúten e sem lactose. O caso ocorreu na Bélgica em 6 de junho de 2014 e agora seus pais foram condenados à prisão por terem contribuído para a morte do filho.

Os pais Peter S, 34 anos, e Sandrina V, 30, foram condenados a 18 meses de prisão. Na época do nascimento do filho, os pais tinham uma loja de alimentos alternativos. De acordo com os pais, após notarem que o filho estava com dificuldades para amamentar e que havia certas alergias em seu corpo, eles decidiram por conta própria e sem orientação médica ou de nutricionista, alimentar o bebê Lucas apenas com alimentos sem glúten e sem lactose, derivados do leite de vaca, como fórmulas sem lactose, também foram excluídos da dieta.

Então, ao invés de tomar fórmula ou leite materno, o pequeno era alimentado com leites vegetais como o leite de quinoa e de arroz, entre outras mudanças bruscas na alimentação do pequeno.

O promotor público afirmou que Peter e Sandrina determinaram seu próprio diagnóstico de que o filho era intolerante a glúten e lactose e não consultaram nenhum médico sobre a possível condição do filho.

Além disso, quando o pequeno Lucas começou apresentar problemas para respirar, devido à desnutrição, ao invés de levá-lo ao hospital mais próximo, seus pais fizeram uma longa viagem de carro até outra cidade para se consultarem com um homeopata.

Depois, o pequeno ainda chegou a ser internado no hospital Virga Jesse Ziekenhuis na cidade de Hasselt na Bélgica, mas não resistiu e morreu.

Fonte: bebêmamãe

A autópsia concluiu que o bebê tinha o estômago vazio, mas mesmo com problemas respiratórios nos últimos dias de vida, os pais não procuraram atendimento médico.O pai, Peter, garante que só não o levaram a um médico porque não perceberam nada anormal. Às vezes ele ganhava peso, outras vezes perdia. Nunca desejamos a morte do nosso filho, disse a mãe, Sandrina.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Laís Lima no Instagram

Obrigada pela visita!!!


© laislima.com - 2013/2017. Todos os direitos reservados.
Design e Programação por: Jaílson Júnior .